Folha do ES
Qui, 6 de Ago

Home   Política     Espírito Santo


Relatório Anti-crime do Senador Marcos do Val é aprovado por unanimidade na CCJ

Relatório Anti-crime do Senador Marcos do Val é aprovado por unanimidade na CCJ

O Projeto da Câmara (PL 6.341/2019) aumenta as penas, endurece a forma de progressão de regime e classifica mais crimes como hediondos.

  Por Redação

  11.dezembro.2019 às 14:56

,O relatório favorável ao Pacote Anticrime apresentado pelo senador Marcos do Val (Podemos) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado Federal foi aprovado por unanimidade nessa terça-feira (10). O Projeto da Câmara (PL 6.341/2019) aumenta as penas, endurece a forma de progressão de regime e classifica mais crimes como hediondos. Aprovado sem emendas, o texto segue para análise do Plenário e, de acordo com o presidente Davi Alcolumbre, será votado hoje(11).

Em seu relatório, Do Val destaca a criação de ferramentas que visam aumentar o nível de elucidação de crimes violentos no país, como o Banco Nacional de Perfis Balísticos e o Banco Nacional Multibiométrico e de Impressões Digitais. De acordo com o documento, essas ferramentas irão contribuir para que crimes como os econômicos, contra a Administração Pública, crimes sexuais, crimes com resultado morte que sejam premeditados, crimes cometidos por organizações criminosas possam ser elucidados e, dessa forma, o encarceramento seja mais igualitário.

Nas linhas do relatório, o senador escreve: “Por óbvio, a melhora na elucidação de crimes violentos é antigo clamor de toda a sociedade. E, no ponto, temos que concordar com a alegação da esquerda brasileira que nosso sistema de segurança pública quase sempre prende pessoas negras e pobres. É lógico: em sua maioria, prendemos os criminosos em flagrante-delito por tráfico de drogas e por roubo. Crimes que demandam trabalho efetivo de inteligência policial – como os econômicos, contra a Administração Pública, crimes sexuais, crimes com resultado morte que sejam premeditados, crimes cometidos por organizações criminosas – apresentam médias de apuração sofríveis. E não podemos culpar as agências policiais por esse fato, pois não oferecemos às polícias brasileiras condições para desenvolver seu trabalho.”

Marcos do Val frisou, ainda, a necessidade de reformas no processo penal brasileiro e declarou acreditar que o caminho adotado pelo projeto – embora tenha suprimido inovações que nos pareciam bastante meritórias – é o mais adequado para os tempos que vivemos. Concilia justiça com efetividade. Traz soluções jurídicas equilibradas.

Ao comentar a aprovação do relatório, Do Val afirmou que esta é uma data que entrará para a história. “Estou muito honrando. É com muita satisfação que realizo essa entrega a todos os brasileiros, e principalmente aos capixabas, que confiaram a mim essa missão. Foram dias de muito trabalho e muita negociação até o dia de hoje. Estou muito feliz”, comemorou.


Comentários Facebook


Facebook


Newsletter


Inscreva-se no boletim informativo do Leia-se para obter suas atualizações e novidades semanais diretamente em seu e-mail.

© 2020 Leia-se. Todos os direitos reservados.